sábado, 31 de julho de 2010

Mulher que busca a presença de Deus

"De lá, buscarás ao senhor, teu Deus e o acharás, quando o buscares de todo o teu coração e de toda a tua alma e quando estiveres em angústia e todas estas coisas te sobrevierem nos últimos dias e te voltares para o senhor, teu Deus, e lhe atenderes a voz então o senhor teu Deus não te desamparará, porquanto é Deus misericordioso.."
A presença de Deus na nossa vida é  imprescíndivel, é vital para nossa sobrevivência, é pena que só sofrimento nos fazem perceber o quanto é importante termos esta intimidade,  nenhum de nós pode dizer que nunca ouviu falar de Deus, mas ter um relacionamento íntimo, andar com ele, abrir o seu coração para que o senhor possa entrar e fazer morada é algo que só fazemos quando a dor bate a nossa porta, alguns procuram logo a sua presença, outros demoram mais e sofrem mais.Nesta passagem o senhor reafirma a sua aliança conosco, de que quando estivermos angustiados, em sofrimento e buscarmos a ele de todo o nosso coração e ouvirmos o seu chamado ele não nos desamparará.Aconteceu assim comigo, eu conhecia o senhor de ouvir falar, até ia na igreja, gostava dos cultos, quando sobrava algum tempo ou quando faltava algo, lá ia eu para igreja, mal sabia que Deus estava preparando o momento para que eu me achegasse a ele, tivesse um encontro verdadeiro com este Deus que é vivo e fiel, meu filho Lucca que hoje tem 12 anos sofria com pneumonias frequentes desde que nasceu, aos dois anos uma bactéria resistente a todos os antibióticos que foi dado tomou conta dos seus dois pulmões, ele era pequeno e só queria ficar comigo, naquela época as mães não ficavam com a criança na UTI, então a pediatra que cuidava dele tentou mantê-lo no quarto o máximo que podia, isto já durava mais de 10 dias, ele ficava na cama coberto por toalhas e eu a ali do lado cama o dia inteiro colocando  pedras de gelo sobre o corpo dele para tentar baixar a temperatura sem conseguir, aquele gelo derretia e eu trocava por outro, até que a médica chegou e me disse assim:Seu filho pode morrer se não levarmos ele para UTI urgente, vou descer e preparar a documentação.Eu comecei a chorar, porque eu não podia pelas minhas forças fazer mais nada pelo meu filho.Nisso entrou a minha sogra no quarto com uma tia do meu marido(hoje ela é  a pastora Cristina) e pediu para orar pelo Lucca, eu fiquei meio constrangida porque tinha outras pessoas no quarto, mas deixei que ela orasse, confesso sem expectativa nenhuma, a sentença já havia sido decretada só estava aguardando as enfermeiras buscarem ele e levá-lo sozinho para UTI, depois de 12 dias ao lado dele sem vir para casa eu ia ter que deixar meu filho lá.Ela orou e me disse assim:Deus está me mostrando que até sexta-feira o Lucca vai estar em casa curado.Eu pensei assim: até parece hoje é terça-feira, ele vai para UTI, até os antibióticos novos começarem a fazer efeito, vai  pelo menos mais umas semanas.Quando ela saiu do quarto o meu filho já me pediu para ir brincar na sala de recreação, queria comer e foi melhorando, a febre cessou, a UTI foi cancelada no mesmo dia, depois de 15 dias sem comer nada ele voltou a comer, para resumir na 5ª feira ele já estava em casa.A vida voltou ao normal, já não tinha mais problemas, esquecemos de Deus de novo.Dali uns dias os tios do Nelsinho voltaram em casa para me dar um recado de Deus:Tô eu neste mês livrando o seu filho da morte por três vezes, se acheguem ao senhor, vão para igreja porque eu tenho uma obra com vocês, este filho já era para não estar com vocês há muito tempo, e eu tenho chamado  e vocês estão fugindo.Firma os teus pés na casa do senhor para que a misericórdia do senhor não se retire da vida de vocês.Fiquei meio com medo daquelas palavras mas não dei muito crédito.Passado uma semana que ele tinha saido do hospital o Lucca começou a inchar, ele pesava 12 kilos, em dois ou três dias  chegou a quase 20, comia sem parar, acordava as cinco horas da manhã pedindo arroz e feijão, comia descontroladamente, pelo excesso de corticóides, voltamos para o hospital  precisamos ficar lá internado por mais uma semana.Saímos do hospital e voltamos para casa o Lucca já estava bem melhor, tudo tinha voltado ao normal e adivinha o que aconteceu, esquecemos da nossa promessa de ir a igreja de novo.Eu estava guardando nos armários novos da cozinha que tinham sido instalados naquele dia, na parte mais alta, alguns adubos, fungicidas, remédios, venenos, produtos que precisavam ser colocados no alto para que ele não mexesse.Eu não sei como, não vi, ele pegou um vidro inteiro daquele veneno e bebeu.Corri para o hospital e quando o médico me chamou para conversar e me disse que ele podia morrer, porque além de beber o veneno, tomou água e o veneno espalhou pelo seu corpo, que as próximas horas seriam cruciais para saber o estrago, a pressão dele já estava alterada, o coração com batimentos muito acelerados, as pupilas dilatadas era sinal de que o veneno já tinha se espalhado.Naquele momento de extrema dor, eu me lembrei da promessa de Deus, fui até o banheiro daquele hospital me ajoelhei naquele chão sujo e fiz um voto com Deus:Pai até hoje eu não quiz ouvir o seu chamado, mas agora meu Deus eu estou pedindo a sua misericórdia, livra o meu filho da morte, que eu vou para tua casa e nunca mais vou esquecer este milagre, que creio que o senhor vai fazer.Saí daquele banheiro restaurada, com a certeza de que o senhor ia fazer um milagre.O Lucca foi para UTI ficou lá sendo monitorado por dois dias,  até que os médicos mandaram ele embora sem entender como ele podia ter melhorado daquele jeito, ele não teve nada e foi assim que o senhor na hora da minha maior angústia me socorreu e eu cumpri os votos que fiz naquele banheiro, estou há dez anos caminhando com Deus.A vida fica muito mais fácil, quando você tem a certeza de que nada vai abalar as suas estruturas, que você tem um Deus que cuida de você, que te ama, a dor pode durar uma noite, mas a alegria vem pelo amanhecer, o senhor não te dá uma luta que você não possa vencer, entregue sua vida para ele, coloque as tuas dificuldades nas mãos de Deus, busque uma igreja para congregar, você está se sentindo sem forças para lutar, as pessoas não conseguem te ajudar, você está se sentindo só.Busque a presença de Deus, uma mãe, um pai, um amigo, um marido, um namorado, podem se esquecer de você, mas Deus não esquece nunca, ainda que você esteja passando pelo vale da sombra da morte, o senhor é contigo, somente abra o seu coração para que ele possa entrar, não espere a dor ficar mais forte, não prolongue o seu sofrimento venha hoje mesmo e descubra o quanto este Deus é maravilhoso.Hoje é o seu dia da vitória.


Déa

2 comentários:

Aldo Santos disse...

A Paz e graça, amiga Déa.

É sempre bom ver mais um blog edificante ativo na internet. vi o seu blog na ube. Parabenizo e a incentivo a continuar. Afinal de contas trabalhamos em prol do evangelho do Senhor Jesus

Estou seguindo o seu blog, querida. Se quiser seguir o meu também, fique à vontade.

Deus continue lhe abençoando, irmã.


www.oguardadeisrael.blogspot.com

Déa Correa disse...

Obrigada Aldo pelo incentivo, bom seria que estes textos despertassem a quem não conhece o senhor.Obrigada pelo carinho!!!

Déa