segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Mulher que é amarga

“Porém ela lhes dizia:não me chameis Noemi; chamai-me Mara, porque grande amargura me tem dado o todo poderoso.Cheia parti, porém vazia o senhor me fez tornar...”

Algumas mulheres tem uma pré-disposição de serem depressivas, por qualquer coisa já se sentem a pior das criaturas, qualquer comentário mais áspero já é motivo delas se sentirem ofendidas e quando a situação é mais grave então, parece que elas estão carregando o mundo nas costas, se deixam ficar prostradas esperando o senhor enviar o maná do céu, o semblante do seu rosto fica desfigurado, não tem como olhar e não saber que ela está com problemas, a atitude é a mesma daqueles fariseus que tocavam trombetas para anunciar quando davam esmolas, até na hora da dor algumas de nós precisam chamar mais a atenção do que a outra, a sua dor é a maior de todas as dores, ficamos amarguradas com muita facilidade, a mulher que conhece ao senhor não pode de forma nenhuma, se desesperar por qualquer coisa, Noemi em algum momento da sua vida perdeu tudo, o marido, os filhos, o prestigio, não sobrou nada, somente amargura, eu até entendo o sentimento dela, retornar para sua terra, sem ter coisa alguma, uma mulher que tinha posses, que tinha filhos, que tinha marido, voltar sem nada, é humilhante, ela se sentiu a pior das criaturas, o seu orgulho foi ferido e tinha motivos para se sentir assim, naquele tempo uma mulher que não tinha posses, não tinha marido, nem filhos, praticamente não existia, era deixada de lado.Os tempos se passaram mas o sentimento é o mesmo, nós temos uma necessidade  muito grande de estarmos sempre por cima, somos orgulhosas, porque Deus nos colocou por cabeça e não por cauda, é por isto que eu não aceito passar por dificuldades, isto é coisa para quem está em pecado, e muitas vezes é isto mesmo, estamos pecando pela soberba, pela arrogância, e nem nos damos conta disto, mas o senhor na sua infinita misericórdia, vem, puxa o nosso tapete, a gente cai com a cara no chão, o vaso se quebra, ele pega aqueles cacos e leva à casa do oleiro, e o oleiro com todo amor vai moldá-lo de novo da forma que ele achar melhor, pode até fazer um vaso novoEntão irmãs vamos ficar vigilantes, uma mulher cristã não pode deixar a arrogância, o orgulho tomar conta das suas atitudes, o amor, a delicadeza, o bom perfume de Cristo é que precisa exalar na nossa vida, toma cuidado, porque a qualquer momento que o senhor sentir necessidade, ele pode quebrar você para fazer um vaso novo, e quando isto acontece não adianta espernear, ficar triste, ficar amargurada, você só vai sair da casa do oleiro quando o vaso novo estiver pronto para receber o azeite, restaurado, com todas as fissuras saradas, brilhando de tanto ser encerado.Dá uma olhada no seu vaso e vê se ele não está precisando de uma polida, deixa ele impecável, para que as imperfeições sejam corrigidas e ele não precise ser quebrado.

Cada vez que é necessário quebrar o vaso e fazer um novo é bem dolorido, deixam algumas cicatrizes que às vezes nunca saram, o processo é bem dificil, somente os fortes sobrevivem, hoje eu quero profetizar na sua vida que você tenha a força que vem do senhor para passar por este obstáculo e lá na frente cantar o hino da vitória.Você não é uma coitadinha qualquer, você é uma mulher forte, o senhor não te deu este espírito covarde, espere a providência de Deus, porque até mesmo quando ele precisa quebrar o vaso, ele quebra com muito carinho, você vai sobreviver!Eu creio!


Déa Corrêa

Nenhum comentário: