terça-feira, 5 de julho de 2011

Mulher que não consegue esquecer uma afronta

"E, quando estiveres orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que o vosso pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas."Marcos 11:25 
No domingo foi dia de ceia na nossa igreja, e a ministração para as diaconisas foi feita pela diaconisa Flávia, e ela nos falou sobre as feridas que não saram, e que depois de algum tempo, ali quietinhas, acabam sendo incorporadas ao nosso dia a dia, você tem uma mágoa, um ressentimento, por qualquer motivo, uma ferida foi aberta, e você vai deixando esse sentimento ruim fazer parte da sua vida, o tempo vai passando e o cristão aceita esse sentimento com naturalidade, ou então, vai passar o tempo ouvindo acusações do inimigo:Você, como pode interceder por alguém?Olha lá, o que a irmã(ão) está fazendo?Você vai ficar quieta?Com que cara você vai subir no púlpito para pregar?A palavra nos ensina que se tiver algo contra o seu irmão, antes de ofertar na casa de Deus, você deve ir e pedir perdão, então, como continuar a caminhada com cristo, com tantos ressentimentos?
1)O primeiro passo para quem tem uma ferida aberta, é ter consciência de que aquilo é errado e decidir perdoar.
2)Decisão de perdoar tomada, é importante que você não se deixe levar pelos pequenos ataques do inimigo para que não siga em frente, pode prestar atenção, quando um ferimento no seu corpo está quase cicatrizado, parece que todas as vezes que se vira, acaba machucando de novo, e é assim que acontece com as feridas da alma, quando já está quase sarando, um fato novo e desagradável acontece e aquela raiva, aquela mágoa aflora de novo.É preciso lutar contra este sentimento.
3)A história da bíblia nos conta que Davi se dispôs a lutar com Golias, não porque estivesse sendo afrontado, mas porque aquele gigante estava afrontando a Deus.E esta é a pergunta que você deve fazer antes de entrar neste conflito:Quem está sendo ofendido Deus ou meu ego?Quando você para para refletir sobre o motivo,  dá tempo para o seu coração se acalmar e evita conflitos desnecessários.
4)E por último, não seja hipócrita;O seu coração de crente é feito de carne e sangue, se se sentiu ofendido de alguma forma, seja sincero, procure o seu irmão, fale sobre os seus ressentimentos, acerte as arestas que ficaram, passe uma borracha neste assunto e tome a decisão de ter paz com ele, é importante não acumular coisas contra o seu irmão sem resolver, se toda vez que algo acontecer, você ir até ele, falar dos seus sentimentos, com certeza ele vai tomar mais cuidado para no futuro não magoar você e outros também, muitas vezes a pessoa nem percebe que ofendeu, faça com que ela seja mais cautelosa, com todo amor, sem ofensas, sem agressividade.
Deus foi muito generoso com os meus sentimentos, eu não consigo ficar com raiva por muito tempo, passa alguns minutos e eu já esqueci, mas o senhor na sua infinita sabedoria deixou para cada um de nós um espinho na carne, alguns vieram para o senhor e deixaram para trás o vício da bebida, das drogas, outros uma vida de crimes, roubos, homicídios, outros o homossexualismo, 
O que deixou para trás para seguir ao senhor?Este coração duro, difícil de; conceder perdão, de amar sem questionar, de obedecer,  parar de mentir,  de respeitar o seu irmão, de amá-lo como se fosse você, de ter controle sobre os sentimentos, de ter cuidado com as palavras, é o seu espinho, a sua marca, para que você não se esqueça nunca de que é um pecador e que todo dia é dia de luta contra os principados e potestades e contra o seu espinho na carne.A luta não é das mais fáceis, mas se você tiver consciência do seu erro e decidir lutar contra ele, o sangue de Cristo purifica você de todo o pecado, a função do evangelho é exatamente esta: nos fazer conscientes do pecado e decidir seguir outro caminho, o caminho que leva a vida em abundância na terra e depois a vida eterna.

Nenhum comentário: