segunda-feira, 14 de maio de 2012

O álcool mata de um jeito ou de outro

"Eu disse:Guardarei os meus caminhos, para não pecar com a minha língua;guardarei a boca com um freio, enquanto o ímpio estiver diante de mim."Salmos 39:1
Neste domingo foi comemorado o Dia das Mães, e fui almoçar com a minha, ela mora na Praia Grande, o dia estava muito nublado, mas não estava chovendo, depois do almoço fomos dar uma voltinha na praia, sentamos num banco e ficamos conversando, o mar estava escuro, muito revolto mesmo.No banco um pouco mais pra frente estava um grupo de pessoas, acho que era umas 10 pessoas entre homens e mulheres.Faziam muito barulho, estavam com algumas garrafas de bebidas e iam com gritos incentivando um e outro a virarem as garrafas e derramarem dentro da boca as bebidas.Era uma cena bizarra aqueles jovens embriagados, fazendo tudo que podiam para chamar a atenção.
Fiquei ali durante algum tempo olhando aquela cena grotesca, e aquilo me entristeceu, fiquei com o coração apertado de ver aqueles jovens que pareciam sob o efeito do álcool muito felizes, mas que na verdade não sabiam o que era felicidade.
Depois, fui embora porque aquela cena começou a me incomodar.
Mais tarde, o meu marido foi andar de bicicleta e voltou relatando que 02 daqueles jovens tinham se afogado, uma menina conseguiu sair, mas infelizmente um jovem de 19 anos, não foi resgatado, foi levado pelo mar.
Fatalidade, escolhas erradas, amigos inadequados, alegria falsa, falta de temor, muitos são os motivos que contribuiram para este desfecho, a única coisa que eu sei é que o mar e a vida não toleram a falta de respeito!É preciso tomar cuidado!
Os meus sentimentos a esta mãe que não vai ter o que comemorar neste dia!

Nenhum comentário: