quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Voltando as origens

"Príncipes, também se sentaram e me caluniaram, mas teu servo meditava em teus estatutos.Salmos 119:23
Alguém aí, já pesquisou alguma coisa sobre pinguins, ou conheceu através dos livros como eles vivem?
Pra quem não sabe nada vai umas explicações bem simples:
Os pinguins são aves marinhas que vivem em sua maioria em lugares gelados, mas tem algumas espécies espalhadas pelo mundo inteiro, são monogâmicos, extremamente fiéis ao seu companheiro, onde os dois dividem os cuidados com os filhotes e só se sentem liberados desta obrigação quando ele fica adulto, alguns atrás de alimento vem parar na costa brasileira nos meses de inverno, os adultos que precisam procriar retornam ao seu lugar de origem, os jovens que não tem esta obrigação, acabam ficando por aqui curtindo mais um pouco e às vezes se perdem e não conseguem retornar sem ajuda.
Estas explicações são apenas para que você medite na forma de vida destes animais e aprendam que tem algumas atitudes que são essenciais a nossa vida, não precisamos romper de vez com alguns costumes para sermos modernos, tem coisas que nem sempre podemos descartar, tem ensinamentos antigos que ainda são muito úteis, apesar de parecerem ultrapassados.
Este salmo fala da atitude do servo que mesmo sendo caluniado pelos príncipes, decidiu meditar nos estatutos de Deus.
Parece meio fora de moda hoje em dia o termo oferecer a outra face para ser agredida, mas é isto que o servo, o cristão, deve continuar fazendo, não podemos caminhar como esta maioria que retribui olho por olho, dente por dente.Estamos de passagem nesta terra para fazer diferença com as nossas vidas. O Brasil está num processo de violência crescente, porque nós cristãos estamos nos tornando violentos também, quando somos agredidos queremos arrancar sangue do nosso agressor.Se quase metade da população são evangélicos e o restante católico, tem algo errado, tem gente aí que esqueceu a lição de casa e está se comportando como aquele grupo de  pinguins jovens que não queriam saber de nada e não fizeram o percurso de volta e vão ter que se adequar a uma  nova vida aqui, viver presos em zoológicos ou aquários espalhados pelo Brasil.Estamos caminhando pra viver assim, uns na cadeia, outros presos em condomínios cercados por muros altos, será que vai adiantar? Em algum momento das nossas vidas, esquecemos de meditar na palavra e deixamos para trás alguns valores e ensinamentos antigos que estão fazendo falta nesta juventude, rompemos com a educação, com igreja, agora sou eu que decido o que é melhor pro meu filho.A minha geração é responsável por este rompimento com os valores, com a palavra e o que está acontecendo hoje no nosso país é de nossa responsabilidade, é fruto desta decisão de soltar as rédeas dos nossos filhos e se nada for feito para reverter esta situação dentro dos lares que se dizem cristãos, caminhamos para um abismo.
Os pinguins, além da palavra, servem de inspiração pra nós de como ser mansos,  cuidam dos seus filhotes com toda diligência, não o deixam só de forma nenhuma, tem sempre um dos pais por perto, eles só usam de força para defender os seus filhotes, no geral são muito tranquilos, e é isto que está faltando pra nós, os frutos do espírito, é por eles que são conhecidos os verdadeiros cristãos que não se dobraram as modernidades e educaram os seus filhos com amor, com valores e princípios aprendidos de Jesus,  a colheita será de filhos que respeitam os seus pais, os seus colegas, que não deixa a violência dominar as suas atitudes, que no meio de um conflito tem sempre uma palavra branda para acalmar o furor, e a paz semeada é paz colhida no lar e na vida.Quando olhar para um pinguim agora lembra desta ilustração e aproveita o aprendizado.

Nenhum comentário: