sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Relacionamentos envelhecidos

Relacionamentos envelhecem. Como roupas velhas que precisam ser trocadas, mudam as suas características iniciais, aparecem alguns furos, as cores ficam desbotadas, com uma aparência cansada, não combinam com nada, acabam sendo jogadas fora.
 Na natureza  as árvores também envelhecem, no outono algumas folhas ficam amareladas, caem  sem vida mesmo, mas ao brotar da primavera,  renascem  e voltam a sua forma natural, linda e exuberante, como se fosse árvore nova que acabou  de ser plantada.
Penso que alguns relacionamentos precisam de vez em quando se espelhar na natureza, trocar as folhas velhas, dar uma boa chacoalhada para que caiam as que estão sem vida e que sirvam de adubo para a próxima florada. As que permanecem grudadas ao tronco precisam de cuidados para continuarem vivas nas próximas primaveras, não podem ser esquecidas.
Relacionamentos envelhecem por diversos motivos. O principal deles é a falta ou o excesso de cuidados. Erramos às vezes na dosagem. Não temos discernimento do quanto é necessário de atenção e carinho para que cada uma das partes permaneçam felizes. Cada um vem com uma necessidade. Uns de serem amados, outros de oferecerem amor, e outros, precisam de um pouco de cada coisa. O caldo entorna quando necessitamos de coisas que o outro não consegue nos oferecer. E não oferece, porque não sabe daquilo que o outro necessita. Alguns se doam em excesso e acabam cansados e frustados por não serem recompensados. Outros permanecem ali ao lado comendo as migalhas que sobram. Outros ainda vivem a fazer sacrifícios, passa por cima das suas vontades, dos seus desejos, se anulam para agradar. O que sei é que nenhuma pessoa consegue ser feliz se as suas necessidades não forem supridas. Como alimento necessário à sobrevivência é preciso compartilhar cuidados na medida certa  
Relacionamentos tendem a envelhecer naturalmente, mas não precisam morrer porque ficaram velhos. Há esperança na maturidade. Cabe a cada um a responsabilidade pela manutenção dessa união, manter a chama do amor sempre acesa, com palavras, gestos e atitudes.
O renovo vem, sempre que um e outro se dispuserem a recolher as folhas mortas para que as novas possam brotar... 

Nenhum comentário: