segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Soprando as cinzas


A tristeza entra em nossa vida sem motivo aparente, basta uma fresta pequena que ela se instala e faz dali a sua casa. Vai aos poucos apagando o brilho da alegria sobre tudo que fazemos, Não achamos graça em nada. Entendemos o verdadeiro significado da palavra desgraçado, que quer dizer, destituído da graça de Deus. Os dias são de pura cinza, como a imagem desta rosa.  Começamos o dia buscando motivos para estar tristes, angustiados, com o coração apertado. E os motivos se multiplicam, todos os dias teremos alguns para chorar e um ou outro para sorrir. Hoje estou triste por isso. Amanhã por aquilo. E quando menos se espera a sua vida se torna em um mar de cinzas.
Não é possível explicar o que leva uma pessoa a ser depressiva, cada um tem a sua explicação, clínica, emocional, espiritual. E se nada for feito é um caminho que leva a morte.
A alegria de viver é o segredo para se manter vivo. Não são relevantes os seus motivos de tristeza. Deixam de ser importantes diante da grandeza da vida.
A cada romper do dia é preciso buscar motivos para viver feliz, como diz a musica;" levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima". Essa tristeza precisa servir de alavanca para que se projete lá na frente como um vencedor, ela, a vida,  é feita de "hojes". Um após o outro. E hoje decido estar feliz, sem interferências externas. Sou feliz porque sou linda, feliz porque estou feia. Feliz porque sou magra, feliz porque estou gorda. Feliz porque sou rica, feliz porque estou pobre. Feliz porque sou saudável, feliz por estou doente. Feliz por  que sou amada, feliz porque estou sem amor. Feliz por que estou viva e a morte, deixa pra lá. É  questão de olhar a vida sob um ângulo diferente, sob uma nova perspectiva. Graças a Deus a nossa mente pode ser manipulada por nós mesmos, não dependemos de outras pessoas para ter o controle sobre aquilo que somos ou podemos ser, depende de nós. Que o seu dia comece com uma faxina nos seus sentimentos. Xô poeira!

Déa Corrêa    

Nenhum comentário: