segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Mulher e menina

Procuro em todas as esquinas por aquela menina.  Quero encontrá-la em cada momento, caminhando ao meu lado. Não posso esquecer a alegria que havia na menina que sonhava e acreditava que podia conquistar o mundo.  Em algumas vezes, por alguns momentos, desaparece por completo. Em seu lugar surge alguém que não conheço. Personalidade desconhecida, a coragem não te conhece, encara a vida como alguém que já perdeu a batalha. Sinto falta da força e da alegria da menina. Mas, passa o tempo e ela que estava adormecida, surge em todo o esplendor, alegre, cheia de vida, destemida. A vida é sem preocupações. Não tem medo de nada. Quando a outra surge é tudo tão cheio de responsabilidades. Queria caminhar sempre, como a menina que não sabia dos seus limites.
Despreocupada. A vida fica tão mais leve. Não se afaste menina, em cada pensamento, quero olhar e ver você aqui. Mesmo que esteja irritada, fazendo birra, a quero do meu lado. Não importam os anos, o que conta são os momentos que vivemos juntas, a menina e a mulher, somos parceiras. Uma destemida e corajosa, a outra forte e cautelosa.  Doces lembranças. Suaves como brincadeiras de criança. Passa o tempo e nada muda. A menina alegre continua aqui, mesmo que escondida em meio às responsabilidades da maturidade. Cada momento guardado, é um novo quadro a ser pintado no livro da vida de quem não joga as lembranças fora, não manda embora. A menina fica para sempre em nossas memórias. Vale resgatar as lembranças e trazer à tona a esperança. Menina ou mulher não faz diferença, se não deixar morrer a raiz alegre da juventude. Os momentos vividos, dão um colorido novo nas páginas que ficaram sem escrever. Vem ao meu encontro menina. Traz consigo a esperança e a alegria, porque ao seu lado, serei capaz de rir das minhas lembranças e seguir feliz o caminho da sabedoria.

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Memórias e histórias

Memórias são marcas que deixamos na areia do mar, é sol que aquece o caminhar. A chuva que rega a vida e faz lembrar. Tudo que somos. Tudo que temos. Tudo que sonhamos. Há quem diga que memórias nem sempre são importantes, tem coisas que é melhor esquecer. Algumas delas serão esquecidas, o tempo se encarrega de esconder. Memórias serão apagadas ou embaralhadas, mas as melhores lembranças, permanecem para sempre. Lindas histórias. O que importa mesmo é lembrar de todos os nossos mais importantes momentos. Traga à lembrança tudo que viveu, tudo que aprendeu, tudo que sofreu,  não deixa que as ondas do tempo apaguem o que foi importante. Guarda os amigos. Guarda os amores. Guarda o riso e as dores. Guarda a história. Guarda as memórias. O tempo costuma misturar um pouco as lembranças, guarde-as com cuidado. Nenhuma história foi tão ruim, que não mereça ser lembrada. Toda história tem dias de alegria e de glória. Regada por risos e lágrimas. amor e ódio, sofrimentos e felicidades. Memórias fazem a gente perceber, que o bom da vida, é viver cada momento. Guardar a essência e o sentimento. Eternizar no pensamento.. Um abraço apertado. O beijo roubado. O olhar encabulado. A alegria do primeiro namorado. Os amigos que foram para outro lado. Lembranças são tesouros enterrados, no fundo do coração. De tempos em tempos é bom mexer a terra com as mãos.

terça-feira, 20 de junho de 2017

Onda vai e vem

Onda vai. Onda vem. Quem controla esse vai e vem? A ilusão sobre ter o controle de tudo que acontece, pertence apenas àqueles desavisados. Não importa o que faça, ainda que o faça de forma controlada e planejada, algumas coisas sempre fogem ao nosso controle. Parece que escapam por entre os dedos, como minúsculos grãos de areia. A cada dia, uma somatória de acontecimentos, nos provam que não temos controle absoluto sobre nada. A vida é como uma onda que vai e vem. Encontra alguns pelo caminho, joga outros para fora do mar e arrasta para si alguns que quer afogar. A onda não é má. O mar não é traiçoeiro. Segue apenas o curso da vida, sem questionar, quem é que fica na areia e quem leva para o mar?  Onda que insiste em ir e voltar, fica parada. Acalma o movimento. Para e espera a areia secar. Não precisa tanta pressa. Ir de lá para cá. O tempo tem o controle sobre a água do mar. Talvez vire uma lagoa grande, que o sol vai iluminar. Não precisa ir e voltar para a água balançar. Aquilo que não podemos mudar, tem um tempo para esperar. As ondas qualquer dia, assumem o seu lugar e voltam a balançar as águas do mar. Avisa os desavisados que a água não vai derramar. Pode ser que escape um pouco, mas logo torna a voltar. A onda e o tempo sabem até onde a água pode chegar. Onda que vai e vem, espera o tempo passar.

A estrada

A estrada nem sempre mostra a direção certa,  Preciso de luz para enxergar. Ás vezes, a gente erra o caminho. Influenciados por algumas  situações, caminhamos na direção contrária. Ando pela fé, um passo de cada vez, tendo a certeza de que, qualquer que seja a direção, Deus guiará os meus passos em direção à luz. A escuridão esconde a estrada. a luz mostra o caminho. Luz e escuridão não caminham juntas. Tendem a se separar. Sempre há uma escolha. Sempre há uma decisão, sobre a direção certa a seguir. Se Deus guiar os seus passos, chegará em segurança. Na escuridão, o caminho é solitário.Vem, caminho com você, te faço companhia. Está vendo o fim da estrada? Juntos podemos chegar. A luz, sozinha, não tem brilho.  Juntos, a escuridão, desaparece. Vira luz e certeza, de que o caminho, por mais difícil que seja, nos levará na direção certa, Eu e você, caminhando lado a lado, um ajudando o outro. Guiados por Deus. Vamos chegar. A estrada em algum momento vai acabar. Luz ou escuridão. Sozinho ou do meu lado. Você é quem decide, como vai chegar. Tem alguém nos esperando no fim da estrada. Estamos aqui de passagem. O trem vai chegar para nos buscar. Vem comigo, meu amigo, não quero te deixar. Entra e senta, me faz companhia, tenho tantas histórias para contar. .

.

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Decepção não mata

"E o Senhor bramará de Sião, e de Jerusalém fará ouvir a sua voz; e os céus e a terra tremerão, mas o Senhor será o refúgio do seu povo, e a fortaleza dos filhos de Israel.
Joel 3:16

O coração se parte em mil pedaços. Chega faltar o ar. O peito aperta. Os olhos se enchem de lágrimas. É uma dor que não dá para explicar. Vem das nossas entranhas. Lá do fundo. Parece que não vamos aguentar. Esse sentimento é pior que a raiva. Dói muito mais. A decepção é o sentimento que explica essas sensações. A gente não acredita naquilo que vê, como pode isso acontecer? A ferida que se abre demora cicatrizar, e não há o que fazer. Quando o nosso coração é partido, só o tempo consegue colar os pedaços e mesmo assim o trabalho não é bem feito. Sempre fica algumas cicatrizes. As decepções sempre ocorrem com pessoas muito próximas, talvez seja por isso que doem tanto. Dependendo da situação, manter a cabeça fria é o melhor negócio. Pensar com calma sobre o assunto, ajuda na tomada de decisões. Verifique se essa decepção é real. Por vezes fazemos planos e os envolvidos não tem interesse em cumpri-los. Certifique-se de que os sonhos são compartilhados. Olha para aquele que despedaçou o seu coração e veja se o que está sentindo tem procedência, certifique-se de que não foi um mal entendido. Filhos, família, amigos
nem sempre andam na mesma sintonia, Só prevalecem contra tudo e todos, os planos que Deus faz.
Para ficar mais feliz, por mais que a decepção tenha partido em pedaços o seu coração, ela não mata. a ferida aberta vai fechar. Respira fundo e pede para Deus aliviar essa dor. Tudo está no seu controle.

terça-feira, 23 de maio de 2017

Digo não ao boicote à JBS

O povo brasileiro não aguenta mais pagar as contas da corrupção. E o boicote as marcas da empresa JBS é mais uma delas. No auge da emoção, não paramos para pensar que estes senhores, estão pouco se importando com o boicote aos seus produtos. A maior parte, cerca de 80%, do patrimônio do grupo, está fora do Brasil, As empresas dominam o mercado em vários países. O dinheiro do BNDS que deveria ser usado para fortalecer a nossa indústria, criar mais empregos, foi utilizado de maneira fraudulenta. O nosso governo é uma máquina utilizada para financiar a corrupção. Boicotar as marcas que fazem parte do grupo só vai servir para enfraquecer o agro negócio, lembrando que é o único setor da economia que está de pé, desestabilizar o mercado financeiro e quem vai pagar essa conta, serão os funcionários dessas empresas, que serão demitidos. O Brasil já perdeu tudo que tinha para perder. Manter as empresas aqui, gerando empregos e impostos é a única forma de conseguir aplacar, um pouco, os prejuízos. Recuperar tudo o que foi roubado, é história para boi dormir. Mandar os dois para cadeia, esquece também. A justiça brasileira não consegue fechar essa conta, devolver aos cofres públicos tudo o que nos foi roubado por esses e por tantos outros. No momento a melhor coisa a fazer, é manter essas empresas funcionando e o povo empregado. O agro negócio é o único setor da economia que está de pé, se a gente derrubar, todo mundo perde. No fim a gente já sabe o que acontece, a falta de concorrência entre as empresas, gera inflação e para baixar a inflação, o governo aumenta ainda mais os juros, gerando mais recessão.  A melhor estratégia é continuar consumindo com moderação. Os irmãos e tantos outros, estão em Nova York, gastando em dólares o que produzimos com muito sacrifício em real.  Acorda Brasil, o discurso é convincente, mas não se engane, são muitos os interesses envolvidos nesse chamado para o boicote, e nenhum deles está preocupado com você, povo brasileiro.

Déa Corrêa

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Apaguei tudo que me lembra você

Apaguei todas as marcas, tirei para sempre os vestígios que me lembram você. Não deixei nada que me faça lembrar tudo que vivemos. A saudade, por vezes, não me deixa apagar por completo,
a sua imagem. Mas qualquer dia desses, vou olhar para dentro do meu coração e não enxergar você, refletido como fantasma a me perseguir. Quero a liberdade, para apagar sua face da minha memória. Usar toda criatividade para escrever um novo capítulo à minha história, e esquecer que um dia fez parte de mim. Me fez acreditar que éramos um, unidos. Você se foi.  A metade que ficou, foi dividida em muitas partes. Agora, estou em dúvida, já não sei quem sou. O meu passado não me pertence. As minhas memórias, estão cheias de você. Não consigo lembrar quem era, ou quem fui. Nenhuma delas sou eu. Roubou, com as suas vontades, parte da minha personalidade. Para agradar a você, apaguei os meus desejos, os meus sonhos e as minhas verdades. Agora chega, vou em busca da minha vida, recuperar as minhas memórias, Vai embora de uma vez. Quero esquecer tudo que me fez. Daqui para frente, serei eu e o presente. Vamos escrever nova história. Você, fica no passado, será deletado das minhas lembranças, quebrou a minha confiança. Vou construir um enredo novo, completar o álbum que ficou vazio da sua presença. Agora, estou só, juntando os pedaços, sem saber como completar o  portfólio. Logo, novas imagens serão acrescentadas. Não importa se são poucas, ou de qualidade duvidosa, o que importa é que essas são, as minhas imagens, e nunca mais terei que dividi-las com você. Adeus..