quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Vem Luísa, Jesus te ama!

"Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará." Salmos 1:3
A nossa vida poderia ser simples assim, como uma árvore plantada junto a ribeiros de águas, tranquila, a qual no tempo certo dá o seu fruto, não perde as folhas no tempo da seca, nem é arrancada com a força das águas na época de cheias.
Seria tudo tão mais fácil.
Esta mesma palavra nos adverte lá frente que este será um mundo de aflições, é preciso termos bom ânimo.E muuuuuito bom ânimo.
Como está difícil viver em paz nestes tempos, é tanto problema que tem momentos que penso em desistir, está  faltando coragem para continuar a caminhada.
São tantas  guerras, sofrimentos, enfermidades, o câncer tem tirado a alegria de tantos, decepções,  traições,  tragédias e o povo cristão influenciado por uma multidão de desocupados, empenhados fazendo campanhas  na internet para Luísa voltar.Até quando vamos conviver com isso?
Gostaria de ver o povo mobilizado com tanto empenho para ensinar sobre Jesus, a sua palavra, o seu exemplo, falar das suas parábolas, do seu sacrifício, visitando hospitais, dando uma voltinha pela cracolândia, falando que ainda é tempo de começar de novo, sentado na praça esperando para dizer a alguém:Jesus te ama!
Fazemos tão pouco e ainda nos achamos no direito de exigir de Deus uma vida de paz, quando o nosso tempo tão precioso é gasto com tantas bobagens.
É tempo de sairmos desta inércia, deste caos espiritual, é hora de voltarmos as velhas coisas, onde a palavra dada tinha valor, onde havia respeito, carinho, gente preocupada com o futuro.Ando pensando com preocupação na minha velhice, quem será que vai cuidar da minha saúde, porque os jovens  que farão o mundo de amanhã, só estão preocupados com a Luísa, e eu, o que faço?Desisto ou vou para o aeroporto esperar a Luísa?

Nenhum comentário: